Blog Indaiá Eventos

Casamento LGBTQ+ – Saiba agora como organizar o seu

Mesmo que uma ou outra pessoa torça o nariz, a realidade é que o amor não vê gênero e o casamento entre pessoas LGBTQ, apesar de não ser lei, é um direito da comunidade e já é realizado nos cartórios brasileiros.
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Fonte: Reprodução. Imagem ilustrativa

Além do medo da repreensão, proibição e discriminação, os casais homoafetivos podem ter inúmeras dúvidas sobre a organização do casamento. Quem entra primeiro? As roupas tem que ser iguais?

Para sanar suas dúvidas e tranquilizar seus corações, fizemos esse guia super completo e bem detalhadinho para vocês organizarem o casamento dos sonhos.

Noivos e noivas prontos, vamos lá!

Legislação brasileira

Pode-se dizer que a legislação brasileira ainda é um pouco “complicada” no tocante aos casamentos entre pessoas do mesmo sexo.

Entretanto, em 2013, o Conselho Nacional de Justiça determinou que nenhum cartório pode rejeitar a celebração de casamentos homoafetivos, mesmo que o Congresso Nacional não tenha aprovado uma lei que assegure isso.

Atualmente, a justiça garante aos casais LGBTQ+ os mesmos direitos de um casal hetero, como adoção, pensão, conta conjunta, seguro de saúde, herança e afins.

Caso o cartório rejeite a realização do casamento, o casal deve imediatamente recorrer ao juiz da comarca ou Conselho Nacional de Justiça, com base na violação da resolução n° 175 e violação dos direitos humanos, visto que o casamento é um direito de todos, amparado pelo Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas (tenha sempre essas informações com você).

Burocracias e papelada

Para realizar seu casamento no civil, vocês devem seguir algumas instruções básicas. Vejam só:

30 dias antes da data da oficialização da união, o casal deve comparecer ao cartório de registro civil juntamente a duas testemunhas que devem ter mais de 18 anos.

A documentação necessária é: RG, CPF e Certidão de Estado Civil, referente à certidão de nascimento para solteiros, certidão de casamento e averbação de divórcio para os divorciados e Certidão de óbito do cônjuge para os viúvos.

Depois, vocês levarão para casa um formulário que deverá ser preenchido com as informações dos padrinhos e, posteriormente, levado novamente ao cartório, para que seja marcada a data e horário da oficialização do casamento.

Organização e Seleção de Ideias

Para sermos bem sinceros, a organização de um casamento LGBTQ+ não difere muito da organização de um casamento hetero, onde vocês irão celebrar seu amor e assegurar seus direitos enquanto cidadãos e cônjuges.

Abaixo, vamos esclarecer algumas dúvidas rotineiras quanto à organização desse momento tão especial e, de brinde, selecionamos fotos lindas de casais homoafetivos e suas cerimônias para te inspirar!

Quem entra primeiro?

Não é necessário que um(a) ou outro(a) entre primeiro e alguém espere no altar, apesar da tradição.

A opção preferida dos casais homoafetivos é entrarem ambos, juntos, de mãos dadas e caminhem até o altar desta forma.

Mas, claro, se for do desejo do casal um entrar e o outro esperar, basta entrar em um consenso. Para facilitar, a parte mais tímida do relacionamento pode esperar no altar, enquanto a mais extrovertida caminha lindamente até lá.

Nesse caso, também é opcional a companhia dos pais ou alguém especial na caminhada até o altar.

Trajes e Vestidos

Uma coisa super legal que só (tecnicamente) os casamentos LGBTQ+ têm é a possibilidade de o casal usar roupas iguais.

Porém, essa é apenas uma possibilidade, vale lembrar.

Se for da vontade das duas noivas, as duas podem usar vestidos brancos, véu e tudo o mais. Ou, caso desejem, uma pode usar camisa e calça e a outra usar vestido. Ou, até mesmo, ambas usarem calças ou ternos.

Para os noivos, também é possível usar roupas diferentes, mas é interessante se forem do mesmo tipo, por exemplo, os dois usarem meio fraque ou terno. Lembrando que, se os trajes forem iguais, é recomendado que entrem os dois juntos, para dar mais impacto ao momento.

Onde realizar a cerimônia?

Infelizmente para alguns casais, não há a possibilidade da cerimônia ser celebrada na igreja, de forma que resta apenas a cerimônia civil, mas isso não é problema.

Para resumir, vocês podem realizar o casamento onde quiserem, desde que o local atenda suas expectativas para o grande dia.

Vocês podem escolher um local com o qual vocês tenham uma memória afetiva, como a casa de um dos dois, restaurante, pub, bar… Além disso, há os espaços especializados em eventos e festas de casamento, que podem oferecer pacotes completos com Buffet, decoração, música, mobiliário e afins.

 

Para encerrar esse post, que esperamos que vocês tenham gostado de ler tanto quanto nós gostamos de fazer, gostaríamos de recomendar um documentário, produzido por um casal de mulheres, que mostram um pouco da organização do casamento delas e, de quebra, mostram também um pouco da história de alguns casais homoafetivos e falam sobre a problemática da homofobia e a privação de direitos assegurados por constituição que os homossexuais sofrem.

O Indaiá Eventos é com certeza um local diferenciado para a realização do seu evento, seja ele um pré weeding, casamento, aniversário, formatura ou confraternização. Possui, ambientes modernos, agradáveis, opções de buffet, além da maravilhosa vista panorâmica tanto no espaço em Itapema, cercado pela mata atlântica, como no espaço em Florianópolis que oferece a maravilhosa vista da Lagoa da Conceição. 

Ainda está com dúvida, onde realizar o seu evento dos sonhos ou quer receber mais detalhes e conhecer as diferenças de cada local? Então não perca mais tempo e solicite um orçamento! Será um prazer receber o seu contato e poder construir juntos esse momento especial.

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Veja também